Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ludossaurus

uma pandemia do avesso em breve numas urgências perto de si.

26.02.20 | Ludossaurus

La tristeza de un hospital

 

Portugal preparar-se para uma pandemia é brincadeira para meninos. E passo a explicar.

Tentamos capturar o "Palito" de Trevões, em S. João da Pesqueira, mas o gajo andou a monte 34 dias. Ora como é que vamos isolar uma aldeia, uma cidade, um bairro? Se o povo português só cumpre com aquilo que acha que deve cumprir.

Ir a 120 na autoestrada quando o carro dá 180? Puf... eu não sou parolo! Nem tenho medo do coronavirus, por isso não há nada que me impeça de ir á tasca beber o traçadinho enquanto vejo o jogo da bola. Este presunto afaga qualquer virus e este vinho da casa afasta qualquer mal.

Mas voltando ao Palito, o gajo sozinho escapou das autoridades durante 34 dias, ora como é que vamos combater uma pandemia, quando as nossas forças policiais estão de rastos, se fecharmos uma cidade como é que vamos ter policia para patrulhar o resto do país? 

Se o nosso sistema nacional de saúde está sobrelotado como é que vamos criar alas para os doentes infetados? Como é que as urgências vão lidar com o excesso de pessoas, quando nos picos da gripe, estoiram pelas costuras e as pessoas ficam horas esquecidas em corredores de espera, onde só lhes resta despejar a insatisfação num segurança mal pago, que nada têm a haver com a gestão do hospital.

Se só agora começas a perceber que estamos "fucking fodidos" em caso de pandemia, voilá... podes panicar à vontade porque o mais certo é apanhares coronavirus e o mais certo é Portugal ser dizimado em força por uma pandemia, que vai levar metade dos velhinhos, porque estes fracos com as reformas e cheios de mazelas, não vão certamente resistir a um vírus tão forte. Ainda a eutanásia não foi legislada e o corona vai levar uns quantos de carona (rima fácil).

Mas apesar do tom ligeiro, vivo preocupado com o facto de ainda não termos detetado corona em Portugal, quando somos um dos maiores destinos de turismo da europa e do mundo.

Vou acompanhar impacientemente a evolução do covid-19 através deste site https://www.worldometers.info/coronavirus/ e desejo que todos nós em 2050 não estejamos a contar aos nossos netos que depois do vírus metade de Portugal foi dizimado e como era a vida antes da peste do mercado de wuhan.

 

fonte da imagem: "La tristeza de un hospital" by Hugo_Alexandre is licensed under CC BY-NC-ND 2.0